Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de junho de 2011

CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS

Projeto simultâneo


"Existem no setor de construção de edifícios diferentes maneiras e práticas de organizar, gerenciar e integrar o processo de projeto."


“Bom dia, leitores. Está é a última postagem do módulo final, encerra-se aqui toda a minha proposta sobre Edificações. Estou sem tempo para elaborar os exercícios sobre este módulo, portanto desativarei o blog até dia 09/07 (sábado), neste dia irei propor uma série de exercícios a serem feitos até 06/08 e vou recapitular tudo o que vimos até então no blog.
Logo depois, 12/07, iniciarei com o módulo introdutório da Engenharia Civil, pois, de acordo com a enquete, 77% dos blogueiros preferem Engenharia Civil a Arquitetura”, Alex Silva.


Introdução

Na construção, os ciclos de vida dos empreendimentos são bastante longos (da ordem de décadas) e compreendem diversas fases, que vão da montagem das operações
(concepção e promoção do empreendimento) ao descarte (demolição) ou reabilitação
(recuperação das condições de uso) das edificações, passando pelas fases de projeto, construção, uso e manutenção. Durante essas diversas fases, atuam ou estão envolvidos no empreendimento, diversos agentes independentes, com diferentes papéis e objetivos junto ao empreendimento.

Essa complexidade temporal e de intervenientes envolvidos no empreendimento traz dificuldades e limitações características para o preceito básico de integrar na concepção do produto todos os agentes envolvidos ao longo do ciclo de vida. 

Apesar disso, na construção as etapas iniciais do empreendimento (programa e projeto) são também as que apresentam as maiores oportunidades de intervenção e agregação de valor ao empreendimento.

Dessa forma, os processos de concepção e projeto são estratégicos para a qualidade do edifício ao longo do seu ciclo de vida. E a busca de novos métodos e processos que possam considerar precocemente a totalidade das questões envolvidas no projeto é de extrema relevância para o sucesso dos empreendimentos e para o progresso do setor de construção.

Objetivo

O presente trabalho tem como objetivo principal identificar a possibilidade e propor diretrizes para o estabelecimento de práticas de ‘projeto simultâneo’, no desenvolvimento de novos empreendimentos de construção de edifícios.

A hipótese central que norteia o desenvolvimento da pesquisa é que: As premissas da Engenharia Simultânea para o desenvolvimento de novos produtos e serviços são válidas para modernizar as práticas de gestão de projetos no setor de construção de edifícios; com base nestas premissas e na análise das características do processo de produção e do processo de projeto próprios da construção de edifícios pode-se postular um novo paradigma de “projeto simultâneo” para gestão do processo de projeto de empreendimentos de edifícios.

Partindo dessa formulação inicial, pode-se identificar uma série de etapas parciais de desenvolvimento do trabalho a serem cumpridas a fim de demonstrar e refinar a hipótese lançada:

• A premissa de colaboração intensa e precoce entre os agentes do projeto, implícita na Engenharia Simultânea, pode ser buscada no setor por meio do estabelecimento de parcerias entre os agentes do empreendimento; 
• A implantação do projeto simultâneo no setor passa por alterações na estrutura organizacional dos empreendimentos, na cultura das empresas e profissionais envolvidos e pela intensificação da utilização das novas tecnologias da informática e telecomunicações;
• Diferentes tipos de empreendimentos de edifícios (empreendimentos de construção-incorporação, sob encomenda e obras públicas) têm potencialidades e dificuldades próprias para estabelecimento do desenvolvimento simultâneo de projetos. 

Metodologia

Considerações metodológicas

O objeto da pesquisa é a gestão do processo de projeto de novos empreendimentos e as relações entre promotores, projetistas e construtores. Trata-se de uma pesquisa que demanda uma abordagem sócio-técnica da concepção do empreendimento e da realização dos projetos, envolvendo não só os conhecimentos técnicos de cada agente, mas, principalmente, as relações organizacionais e as tecnologias que incidem sobre o processo de produção do projeto e do empreendimento de edifícios. 

A abordagem sócio-técnica que norteia a pesquisa implicou o tratamento de dois conjuntos de temas, relativos:

• aos conhecimentos técnicos e tecnológicos, incluindo a base científica e sistematização do saber empírico, envolvidos nos projetos e nos processos produtivos;
• aos critérios de natureza social, econômica, jurídica e cultural que pautam as inter-relações entre os diversos agentes envolvidos no processo de produção de edifícios.

A complexidade do tratamento das relações organizacionais obrigou, ainda, uma abordagem multidisciplinar do tema, envolvendo, além dos conhecimentos provenientes da engenharia, a busca de conceitos e interpretações complementares de outras áreas, como arquitetura, administração, psicologia, etc.

Montagem e instrumentação da pesquisa

A outra dificuldade metodológica diz respeito à heterogeneidade de cada empreendimento de construção. Cada obra apresenta características singulares. Além disso, as hipóteses e objetivos da pesquisa apresentam um viés por demais explorativo, para serem tratados com métodos quantitativos e estatísticos. Dessa forma, descartou-se a pretensão de qualquer tipo de generalização dos dados e resultados do estudo de campo e optou-se pela realização de pesquisas de caráter qualitativo, junto a um número  reduzido de casos que se mostrassem interessantes. 

Assim, apesar da impossibilidade da generalização dos resultados, para cobrir diferentes realidades e situações de empreendimento e buscando obter uma perspectiva comparada, consideraram-se, na pesquisa, três “tipos” diferentes de empreendimentos que contemplam as principais intervenções que ocorrem no mercado de construção formal de edifícios. 

A tipificação de empreendimentos se pautou pelas características e abrangência da atuação do empreendedor na montagem e desenvolvimento do empreendimento.
Assim, foram elencados inicialmente os seguintes tipos de empreendimentos: promoção independente, incorporação-construção, obras sob encomenda.  Dessa forma os dados empíricos foram colhidos fundamentalmente por meio de estudos de caso junto a coordenadores de projeto de diferentes tipos de empreendimentos. 

É importante salientar que na formatação da investigação de campo foi descartada qualquer ambição de realização de pesquisa-ação, com intervenção do pesquisador nas práticas das empresas estudadas, por considerar que, diante da complexidade e ineditismo da problemática tratada, seria mais seguro e correto a realização de uma primeira investigação baseada em levantamentos e na caracterização fenomenológica das práticas de gestão de projetos e inovações em curso neste campo, deixando para futuros trabalhos a missão de desenvolver pesquisas que proponham e avaliem mudanças dirigidas no processo de projeto de empresas.

Constatações

A principal lição tirada das análises de campo é a demonstração de que é possível introduzir novas formas de gestão e que o processo de projeto e o processo de produção no setor não estão fadados à reprodução de modelos clássicos.

A adoção do conceito de projeto simultâneo representa um significativo avanço na forma de enfocar o desenvolvimento de produto na construção de edifícios, englobando no processo de projeto todas as facetas do ciclo de vida de um empreendimento imobiliário. As diretrizes para implementação do projeto simultâneo compõem um conjunto articulado de ações que, se aplicadas, possibilitam aprimorar o desempenho do processo de projeto e, consequentemente, a qualidade dos edifícios.

Um comentário:

  1. olá.. adorei seu Blog e ja me tornei seguidor. me siga tbm http://bidubidu.blogspot.com/
    Seu comentário é muito importante para o Blog.
    Abraço

    ResponderExcluir